31/01/2020

A Semana nº 109


Acabam de entrar no ar no site os seguintes conteúdos:

  • Fotos - Ensaio promocional praticamente inédito (só uma foto havia sido divulgada até hoje) que fiz com a modelo Bruna Xavier (foto acima) em Rondonópolis (MT), em agosto de 2016. No ensaio, Bruna usou uma camiseta com uma montagem onde aparecem todas as Tias do Marabaixo. A arte da camiseta foi feita pelas designers goianas Ana Lídia Moraes e Laryssa Tavares, a partir de fotos de minha autoria. É o único ensaio promocional que já fiz fora do Amapá. Confira em https://fabiogomesfotocinema.com.br/bruna-tiasmarabaixo.html


  • Vídeos 2 - Sendo a última sexta do mês, é momento também de apresentar a antologia dos meus próprios poemas publicados no Instagram ao longo das segundas de janeiro. Confira estes quatro breves poemas - ou seja, quatro Rapidolas - em https://fabiogomesfotocinema.com.br/rapidola20jan.html

Para receber estas atualizações no Whatsapp toda sexta à tarde, me envie uma mensagem clicando no link: https://wa.me/558281644169?text=Atualiza%C3%A7%C3%B5es

A próxima atualização do site irá acontecer na sexta, 7 de fevereiro.

***

  • Na segunda, 27, voltei a publicar coluna no site Digestivo Cultural, com o texto A medida do sucesso. Até agora, ele já foi lido 282 vezes. 

  • No mesmo dia, o texto entrou no ar aqui no blog, sendo o mais acessado da semana: 14 vezes.

  • Já no Instagram, destaco o post feito ontem, quinta, 30: 173 pessoas já viram esta montagem divulgando o vídeo Fase Azul, estrelado pelas modelos Daniele Rodrigues e Emile Brown Abdon, que estreou também ontem no YouTube (veja em https://www.youtube.com/watch?v=zypwVr_45KE



27/01/2020

A medida do sucesso

Já falei aqui (em "Afinidade, maestria e demanda") que cabe a nós buscar algo que gostemos de fazer, e cuja execução dominemos, e que se possível nos ajude a viver (no sentido financeiro). Falei também (em "O que te move?") que não pauto minhas ações pela busca de audiência, mas sim por buscar destacar o que, a meu ver, merece tal destaque. Volto a refletir publicamente sobre estes temas a propósito de decisões que tomei a partir do último trimestre de 2019.

Tais decisões se amparavam na frase com a qual encerrei meu "Balanço de 2018": tudo o que procurei fazer ao longo do ano [foi] (...) testar novas opções sempre, apostar no que gera resultado, e descartar o que não progride. Muito bem; mas como avaliar que resultados são esperados para se manter a aposta, e como decidir que algo não progrediu e que o melhor é ser descartado? É possível medir isto objetivamente?


Páginas 12 e 13 de meu livro
"Rapidola (um aperitivo)"


Não é difícil concluir que a resposta mais adequada é o famoso "depende". Ou seja, não há como determinar, a priori, uma medida que sirva para tudo. Vamos pensar em uma iniciativa que descartei no final de 2019: a aplicação de fotos em produtos (camisetas, cartões postais e ímãs de geladeira). Manter esta linha de produção exigia uma grande estrutura - desde encontrar onde fabricar, passando por escolher onde vender, além de anunciar sempre. A falta de vendas matou o negócio.   

Na mesma época, lancei um projeto de divulgação de poesia, intitulado Rapidola. A ideia é disseminar poemas curtos (completos) ou longos (em trechos) pelos mais diversos meios: vídeos, textos, áudios e fotos. De início, pensei em apenas difundir textos clássicos já em domínio público, porém logo resolvi, pela primeira vez na vida, colocar em evidência minha própria produção poética (iniciada em 1987, pelo menos, e até agora escassamente publicada). 

Em dois meses, o Rapidola já gerou um e-book,virou podcast no Spotify e já teve tantos outros desdobramentos que foi preciso eu criar um guia para ele em meu site. Esta movimentação implica bem menos gastos do que os produtos com fotos. E posso dizer que a satisfação gerada por colocar em evidência clássicos da literatura brasileira e, ao mesmo tempo, mostrar uma faceta desconhecida da minha obra é minha atual medida de sucesso. Afinal, como disse Oswald de Andrade (Manifesto Antropófago, 1928): "A alegria é a prova dos nove."


* Publicado originalmente no Digestivo Cultural 

Rapidola Clássico 3

Clique na imagem


Leio o poema 'Que há de ser o amor um só', do livro Música do Parnaso (1705), de Manuel Botelho de Oliveira (1636-1711) - acesse o livro em https://digital.bbm.usp.br/handle/bbm/4461 

A partir deste episódio, o "Rapidola Clássico" passa a ter como trilha de abertura e encerramento a polca "Apanhei-te Cavaquinho", de Ernesto Nazareth (1863-1934), gravada pelo autor ao piano em 10.9.1930. Composição e interpretação se encontram em domínio público.


Rapidola 9


A Beleza,
Com certeza
E na verdade,
Rima com Liberdade

Fabio Gomes
Macapá, 25.3.15 

24/01/2020

A Semana nº 108

  • O ensaio que entrou no ar hoje no site é com a aniversariante da semana, a modelo Larissa Nayane, que completou 21 anos no domingo. Nas fotos que fizemos em outubro, Larissa passeia por pontos turísticos da orla de Maceió: https://fabiogomesfotocinema.com.br/larissa-maceio.html

  • No vídeo de hoje, declamo um soneto de Gregório de Matos, poeta baiano do século 17. O poema é intitulado "Ao Conde da Ericeira D. Luís de Meneses pedindo louvores ao Poeta, não lhe achando ele préstimo algum" e possivelmente tenha sido escrito pelo autor durante a época que morou em Portugal, entre as décadas de 1650 e 1670: https://fabiogomesfotocinema.com.br/rapidolaclassico02.html


Para receber estas atualizações no Whatsapp toda sexta à tarde, me envie uma mensagem clicando no link: https://wa.me/558281644169?text=Atualiza%C3%A7%C3%B5es

A próxima atualização do site irá acontecer na sexta, 31.

***


  • E o post mais lido deste blog na semana (8 vezes) é, curiosamente, o Balanço de 2018, publicado há um ano (e isso que o de 2019 já está no ar...). No blog As Tias do Marabaixo, destaque para a notícia da primeira exibição pública dos curtas, publicada em março de 2015 e vista 4 vezes esta semana. 


  • E na noite da quinta, 23, a cantora acreana Kelen Mendes divulgou o cartaz do seu próximo show. A imagem que vemos é uma arte que criei a partir de frame da filmagem que fiz do show dela realizado em 28 de setembro de 2019, na cidade de Rio Branco.




22/01/2020

Rapidola Clássico 2


Clique na imagem


Leio o soneto "Ao Conde da Ericeira D. Luís de Meneses pedindo louvores ao Poeta, não lhe achando ele préstimo algum", de Gregório de Matos (1636-1695).

Gravado em Maceió agora em janeiro.



20/01/2020

Rapidola 8



Todo aquele que reclama
do cantar de um passarinho
merece ouvir na cama
o bate-estaca do vizinho

(Gomes Fabio)
Macapá, 21.1.15


17/01/2020

A Semana nº 107

Acabaram de entrar no ar em meu site estes conteúdos:


  • Vídeos - Hoje foi lançado o primeiro programa da série Rapidola Comenta, no qual eu sempre irei falar sobre um poema lançado anteriormente como "Rapidola Clássico" no Instagram/IGTV (detalhes adiante). Na estreia, o tema foi "O Navio Negreiro" e a vida de Castro Alves na época em que escreveu o poema (1868). Veja em https://fabiogomesfotocinema.com.br/rapidolacomenta1.html 

(OBS: a ideia era fazer a estreia exclusiva do site, porém por seu volume de dados - traduzindo: por resultar num arquivo com mais de 300 MB - optei por disponibilizar o vídeo publicamente no YouTube).

O outro vídeo da semana no site também é um Rapidola: mais exatamente a estreia neste ano do "Rapidola Clássico", em que leio o começo do livro "Feitos de Mem de Sá", de São José de Anchieta, o primeiro poema escrito no Brasil a ser impresso, isso lá em 1563, em Coimbra (Portugal). Confira em https://fabiogomesfotocinema.com.br/rapidolaclassico01.html

O site voltará a ser atualizado na próxima sexta, dia 24. 

***

  • O post mais visto neste blog (7 vezes) na semana que passou é de 2016 e foi publicado aqui em julho do ano passado: E por falar em aposentadoria

  • A estreia da semana, ontem, no meu canal do YouTube foi o vídeo do ensaio "Pin Up Girl" com a modelo Emile Brown Abdon. Lembrando que agora tem estreia no canal toda quinta às 20h30 (eu gostaria que fosse às 20h20 para regular com o site, mas o YouTube só oferece opções de múltiplos de 15 minutos). Veja o ensaio em https://www.youtube.com/watch?v=v0n9KsnVB74

  • Falando em YouTube: em breve começarei a fazer anúncios por lá, então não se espante se, ao buscar assistir um vídeo no seu canal preferido, o anúncio que você irá ver antes dele seja... um vídeo meu! risos 

Concentrei meus anúncios no Facebook e Instagram entre setembro de 2018 e novembro de 2019. Cheguei a voltar a anunciar no Instagram um dia desta semana, porém suspendi ao constatar que a empresa praticou um aumento nos valores de tabela na ordem de 320% (trezentos e vinte por cento!), que logicamente não tem amparo em qualquer índice oficial que meça a inflação brasileira. De modo que optei por anunciar agora com YouTube e Google. Desde a noite da quinta, 16, estou com um anúncio rodando nos resultados de pesquisa do Google divulgando o novo e-book Rapidola (um aperitivo)

  • Na quarta, 15, me inscrevi num concurso internacional de fotografia (o segundo na semana, e esses dois os primeiros em talvez mais de um ano). Enfim, estou participando do Lens Culture Photograph Awards 2020 com uma foto da modelo Emile Brown Abdon (aliás, do citado ensaio "Pin Up Girl"). Os melhores trabalhos concorrem a diversos prêmios e participam em abril de uma exposição em Nova York. Veja no site do concurso a foto que inscrevi.

15/01/2020

Rapidola Clássico 1


Clique na imagem


Neste vídeo, leio o trecho inicial do Livro 1 de "Feitos de Mem de Sá" ("De gestis Mendi de Saa", escrito originalmente em latim), de São José de Anchieta (1534-1597), natural da Espanha. Impressa em 1563 em Coimbra, Portugal, trata-se do primeiro poema escrito no Brasil a ser publicado.

Obra disponível no site Domínio Público - http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/bv000146.pdf

Não está indicado o tradutor da obra ao português (possivelmente seja a tradução de Armando Cardoso, caso não seja irei corrigir a informação tão logo a obtenha).

Primeiro material produzido em 2020 a ser postado no blog.


10/01/2020

A Semana nº 106

A partir de hoje, o post A Semana será publicado às sextas à noite, já trazendo os links da atualização do site, de modo que não iremos mais publicar a série "Sexta no Site".


Acabaram de entrar no ar no site os seguintes conteúdos:


  • Vídeo  - Entrou no site a Retrospectiva 2019, já divulgada em outros espaços ainda no ano passado. Isto acabou sendo uma exceção, já que minha ideia é daqui pra frente valorizar o site como o meu espaço por excelência na internet, então os vídeos estrearão primeiro lá e depois circularão pelos meus outros canais. Isto, naturalmente, não vale para os Rapidolas semanais com meus poemas, já que devido à pequena extensão (a maioria dos vídeos tem menos de 15 segundos) considero mais interessante postar no site uma reunião dos poemas de cada mês. Enfim, veja a Retrospectiva no site acessando https://fabiogomesfotocinema.com.br/retrospectiva19.html

Falando no Rapidola, duas novidades ligadas a ele no site:

  1. Criei o Guia do Rapidola, reunindo todos os links onde você pode assistir, ouvir, ler e comprar os meus poemas - https://fabiogomesfotocinema.com.br/rapidola-guia.html


  2. Comprar? Sim, no dia 2 lancei o primeiro e-book com poemas e fotos de minha autoria: "Rapidola (um aperitivo)" está à venda neste link

A próxima atualização do site acontece na sexta, 17.

***
  • No Instagram, minha foto mais vista da semana é esta com a modelo Larissa Nayane. Feita em outubro e postada na quarta, 8, já tem 205 visualizações!



  • Já o site teve, em seu primeiro ano (lembrando que entrou no ar em 16 de agosto, então na verdade falamos de 3 meses e meio), cerca de 1015 visitantes únicos, que em 1509 visitas viram 3309 páginas. O recorde de visitantes foi em outubro (228) e o de páginas vistas, em novembro (709). Os números de agosto são superiores, mas eu os desconsidero porque refletem o período de testes do site, onde eu passava o dia acessando tudo, para fazer os ajustes necessários ao lançamento, logo não são visitas "reais". O Brasil liderou as visitas (1708 páginas vistas), seguido por Estados Unidos, Irlanda, Alemanha e Marrocos. O vídeo mais visto foi o do Sarau da Diversidade (34 vezes); já na parte de Fotos, quem liderou foi a página dedicada aos ensaios com a modelo Emile Brown Abdon (sendo a 2ª parte do Ancestralidade o seu ensaio mais visto em 2019). E a maior fonte de visitantes para o site foi o Instagram. 

  • Uma marca interessante nesta semana foi que o curta Visitando os Tukano-Dessana chegou ontem a 400 visualizações só no YouTube, desde seu lançamento em 20 de janeiro do ano passado. Se ainda não viu, veja clicando aqui!

  • Outra marca digna de registro: a página do projeto As Tias do Marabaixo atingiu em 2 de janeiro à 1000ª curtida no Facebook. Conheça a página (e já aproveite para curtir) clicando aqui

  • No mais, aproveitei o recesso de atualizações de site e blog para organizar meus vídeos nos diversos espaços - eu nunca dera a menor atenção aos vídeos da fan page do Facebook, por exemplo. Vou listar agora as principais novidades: 

YouTube - Fixei as noites de quinta como o momento de estreias no meu canal por lá, aproveitando esse novo recurso (novo ao menos para mim - risos). A primeira estreia foi ontem, com o vídeo "Capivaras no Lago".  Outros vídeos publicados durante o recesso foram: Opinião: "Democratização de acesso ao cinema" no Enem 2019 (31 de dezembro), Retrospectiva 2019 (30 de dezembro) e Rapidola 2019 (19 de dezembro).

IGTV - Postei os vídeos: Rapidola 2019 (26 de dezembro), Iguana Passeando e Dúvidas 4 (ambos em 28 de dezembro) e Larissa Nayane by Fabio Gomes Foto Cinema (4 de janeiro).

Em todos os canais onde tenho vídeos, também os organizei por playlists (ou séries, como o IGTV chama).



Já à venda o e-book "Rapidola (um aperitivo)"

Em 2 de janeiro, lancei meu 10º livro, o e-book "RAPIDOLA (um aperitivo)", que reúne 12 poemas ilustrados com fotos e artes, todos de minha autoria. É a primeira vez que fotos minhas são incluídas em livro, além de ser a primeira obra dedicada exclusivamente à minha obra poética. 

Os textos, todos breves, apresentam uma visão crítica e bem-humorada da nossa realidade, bem como procuram dar asas à imaginação. O e-book é uma prévia do meu próximo livro, também intitulado "Rapidola", e com lançamento previsto para o segundo semestre de 2020. O arquivo pdf tem 16 páginas com artes criadas e publicadas no Instagram Stories em 2018 e 2019. Abaixo, você confere as páginas 12 e 13 da obra. 



  • Para a jornalista cultural Paula Brasileiro (Recife - PE), o livro é uma divertida e bem ilustrada prova de como as palavras podem dançar, ganhando novos significados, formando diferentes imagens. E Fabio Gomes sabe conduzi-las com maestria nesta dança.
***


O livro é vendido em formato pdf.

Clique aqui para comprar.



08/01/2020

Balanço de 2019

Pelo quarto ano consecutivo desde que o blog é blog, vamos começar o ano fazendo um balanço do anterior (veja aqui os balanços de 2016 para cá).



As mais curtidas do ano: fotos com a modelo oficial Emile Brown Abdon 
e a BBB19 Rízia Cerqueira, mais cenas do nascer do Sol no Rio Amazonas


Encerrei o Balanço de 2018 com a seguinte frase: "testar novas opções sempre, apostar no que gera resultado, e descartar o que não progride." Entre as novas opções que geraram resultado, as mais destacadas no ano que passou foram o meu novo site e o Rapidola

  • Site - Naturalmente o fato mais importante do ano que passou foi o lançamento, em 16 de agosto, do meu site voltado para meu trabalho em Fotografia e Cinema. Um passo que, confesso agora, não me parecia tão importante assim até seis meses atrás, pois eu acreditava que este blog e o Instagram eram o suficiente. Foi ao fazer a pesquisa que resultou no meu artigo sobre censura nas redes sociais que percebi o erro que estava cometendo (risos). Não só em relação à questão da censura em si, como também na possibilidade de publicar materiais mais extensos (há ensaios postados com mais de cem fotos, enquanto no Instagram o máximo é 10; no blog, se não há limite, o próprio formato torna difícil a navegação por um post contendo um número muito grande de imagens) e mesmo na própria forma de apresentar / organizar as imagens. Não há nas redes sociais similares para tudo o que um bom site pode representar para sua carreira. É o espaço ideal, sem dúvidas, tanto para eu postar os já clássicos (modéstia muito à parte) ensaios com a modelo amapaense Emile Brown Abdon quanto os novos trabalhos com a modelo alagoana Larissa Nayane (abaixo, em foto inédita). 



  • Rapidola - A outra grande mudança acontecida em minha carreira em 2019 veio a público em 18 de novembro: o lançamento do Rapidola, minha iniciativa de divulgação de poesia, que até o momento tem priorizado os meus versos (em breve irei incorporar ao projeto a divulgação de poemas brasileiros em domínio público). Já contei em detalhes num artigo o processo que me levou a criar o Rapidola poético, então recomendo sua leitura - clique aqui. Para minha alegria, em pouco menos de um mês e meio, o que era apenas uma ideia na minha cabeça hoje é um projeto que está presente em boa parte das principais redes sociais do mundo - do Instagram ao Spotify. Precisei até criar um guia para que todos possam facilmente encontrar seu modo preferido de curtir o Rapidola - veja veja veja

Já no quesito de ações que foram descartadas ao longo do ano, posso citar minha saída do mercado de banco de imagens, em setembro (expliquei o motivo neste vídeo); o fim da publicação das Modelos para Você Enaltecer, em julho (entendi que a publicação, iniciada em dezembro de 2018, fora uma etapa importante, sim, porém já não fazia tanto sentido a partir do lançamento, em agosto, do site - onde já publiquei todas as fotos que fiz da modelo Mary Cumaru e estou em processo de publicação dos ensaios completos com Emile Brown Abdon e Bruna Xavier); e o fim da minha linha de produtos temáticos. Até abril, vendia em Macapá produtos com imagens da cidade. Ao criar produtos com a mesma proposta a partir de minha volta a Belém, não consegui ter o volume de vendas necessário para fazer o negócio girar, nem criar uma estrutura que tocasse o negócio nos períodos em que eu não estivesse em Belém, de modo que o encerramento das atividades era a coisa mais sensata a se fazer.  Outro descarte foi a exclusão, de meus canais no YouTube, de todo conteúdo de terceiros, que me expunham a reivindicações de direitos autorais. Também tirei do ar os blogs Música do Norte e Jornalismo Cultural (além do site de mesmo nome); foram etapas importantes do meu trabalho no passado, mas não refletem mais o que faço hoje. O movimento em relação ao Twitter teve duas direções: em julho, desativei minha antiga conta pessoal, criada em 2009; em dezembro, voltei ao site, num perfil agora dedicado unicamente ao Rapidola

De resto 2019 foi um ano bem agitado: comecei morando em Macapá (para onde retornara em julho de 2018 e onde permaneci até começo de maio de 2019) e de lá voltei a Belém (onde fiquei até começo de setembro). Em 11 de setembro iniciei na capital paraense minha terceira grande viagem pelo Brasil, na qual percorri 10.014 km por 8 estados em apenas 41 dias (apenas para comparar, na grande viagem anterior, a de 2016, foram 10.049 km por 5 estados ao longo de 5 meses). Ao final da viagem, em outubro, cheguei a Maceió, onde estou agora e fico até final de fevereiro. (Obs: contei aqui o final da viagem, no texto você encontra o link para o relato do início da aventura). 

Eu já testara em 2017 essa divisão do meu ano entre Belém e Maceió, e considerei interessante retomá-la, a partir do momento em que se tornou inviável permanecer em Macapá, em função do aumento dos valores de aluguel na cidade para níveis incompatíveis...com a minha renda! (risos). Diferentemente de 2017, porém, decidi não ir sempre direto de Belém a Maceió e vice-versa, pois com isto eu reduziria minha atuação profissional a apenas duas cidades em um país de dimensões continentais. Estou, por exemplo, desde 2013 sem ir a São Paulo!!! Esta restrição a duas cidades não é interessante nem em termos do meu negócio (afinal, tenho sempre consultas de clientes de outras cidades querendo que eu as fotografe) nem em termos de evolução profissional e até de vida pessoal. Imagino que não preciso me demorar em explicações sobre o quão benéfico é para a vida pessoal e profissional de alguém que esta pessoa mantenha sempre largos, e não estreitos, os horizontes que se propõe a percorrer. 

Essa grande movimentação pelo país, somada ao período em que mergulhei em projetos como a construção do site e o garimpo de meus poemas digitais para estruturar a parte autoral do projeto do Rapidola, fez com que eu me dedicasse quase nada em 2019 à inscrição em editais culturais. Lembro de ter feito apenas uma inscrição, ainda em Belém, porém não tive o projeto aprovado.

A única exposição da qual participei ano passado foi também em Belém. Fotos minhas da capital paraense foram projetadas, em fevereiro e março, na sala interativa da mostra Perspectivas da Cidade, A Cidade em Perspectiva, no Museu da UFPA. 

Em relação a cinema, enfim lancei na internet o curta Visitando os Tukano-Dessana, em janeiro, aproveitando o final da viagem para fazer um mini-circuito de lançamento independente, com sessões comentadas em Cuiabá (MT) e Paraíso (TO), em outubro. No mesmo mês, o curta participou de seu quinto festival internacional, o único do ano - o Mozi Motion, em Hillversum (Holanda). Dentro do Brasil,  entre fevereiro e maio, Visitando... foi apresentado durante a 46ª Feira do Livro da FURG, na Praia do Cassino, e na Sala Multiuso da Prefeitura de Rio Grande, no Rio Grande do Sul.

Durante a viagem, fui entrevistado sobre meu trabalho em dois programas da Aldeia FM, de Rio Branco, em setembro. E a imprensa de Cuiabá repercutiu a exibição de Visitando...  na cidade. Uma foto de minha autoria foi publicada em reportagem do G1 Amapá em fevereiro.