13/08/2018

Já estão à venda nossas novas camisetas!


Nossas camisetas estão de volta! Veja acima uma amostra do primeiro modelo lançado neste retorno, apresentando uma vista da Praça Floriano Peixoto, na área central de Macapá (a imagem pode ser vista, ampliada, ao final deste post).

Quem mora em Macapá pode encomendar sua camiseta pelo Whatsapp 82-98164-4169. O valor por unidade, nos tamanhos P, M e G, é de apenas R$ 30,00. Consulte valores para tamanhos maiores.

  • Na compra de duas camisetas, você recebe R$ 5 de desconto na 2ª unidade.
  • A entrega é em até 24 horas, em dia útil e horário comercial. 
  • Consulte valores para a produção de uma imagem em que você apareça, especialmente para estampar a sua camiseta. 

A camiseta também pode ser adquirida, em Macapá, na Companhia do Cabide, na rua São José, 755, esquina José Tupinambá (antiga Nações Unidas), no bairro do Laguinho.

Quem reside em outras cidades ou estados pode comprar através do Mercado Livre, no link https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1082878994-camiseta-com-foto-impressa-macapa-manga-curta-_JM


O autor vestindo a obra - Fabio Gomes usando a 
primeira camiseta produzida
(Foto: Leandra Brito)


Você pode escolher qualquer outra foto que esteja disponível em nosso Instagram (https://www.instagram.com/fabiogomes.fotocinema/) ou na página de Fabio Gomes no banco de imagens Shutterstock (https://www.shutterstock.com/g/fabio_gomes). O custo é o mesmo para qualquer imagem. O desconto de R$ 5 só é válido na aquisição de duas camisetas com a mesma imagem (não é necessário que tenham o mesmo tamanho). 




03/08/2018

Belezas Naturais: Arco-íris sobre o Rio Amazonas

Na tarde da quarta, 1, durante minha habitual caminhada pela orla do Rio Amazonas aqui em Macapá, fui acompanhado em boa parte do percurso por este arco-íris parcial que fotografei com o celular no bairro Santa Inês, mais exatamente na altura do porto de navios que saem para o Afuá, no Marajó - vemos na foto alguns desses navios.




Não foi o primeiro arco-íris que vi nesse meu retorno à cidade. Já no dia 17 de julho, uma semana após regressar, registrei um outro, também parcial, sobre a av. Padre Júlio, no Centro, que foi devidamente postado no Instagram no mesmo dia.

Mas nem só de arco-íris parciais está sendo este verão no Amapá, como tuitei também na quarta: 





Foi realmente uma pena não ter conseguido registrar porque arco-íris completos são bem mais raros que os parciais. Afora alguns que vi em Porto Alegre antes de sair de lá em 2010, só lembro de um outro em Maceió, no ano passado, que felizmente eu estava preparado para fotografar (veja aqui).

Quanto ao arco-íris do sábado, se não pude registrá-lo, ao menos estou certo de que, como diria Drummond, nunca esquecerei deste acontecimento na vida de minhas retinas tão fatigadas (na hora em que via o fenômeno só conseguia pensar nestes versos :) 


23/07/2018

Ensaio de julho: Suzan Arraes

Retomamos hoje a publicação dos Ensaios do dia 23, que comemoram o dia em que este blog entrou no ar, em junho de 2016, quando eu estava de passagem por Maceió. O último ensaio publicado foi em setembro, feito também em Maceió, no começo da temporada de um ano que passei na capital alagoana. 

Nesta retomada, apresento a vocês uma seleção de fotos do recente ensaio que fiz com a modelo paraense Suzan Arraes, 21 anos. Vocês certamente se recordam da participação de Suzan no Ensaio de Aniversário e no vídeo Play, trabalhos que ela fez em 2017 ao lado do modelo Murillo Tesfaye. 

Este ensaio, a exemplo do primeiro, foi feito em Belém, no dia 16 de junho, no parque Mangal das Garças. Eu escolhi este local, entre três que a modelo sugeriu, bastante em função de já ter trabalhado lá (foi onde fiz meu primeiro ensaio de gestante). A escolha acabou se mostrando providencial porque, apesar da previsão de tempo bom ao longo da tarde, tivemos nuvens e chuva na maior parte do tempo, circulando bem menos pelo parque do que tínhamos previsto. Nesse ponto, meu conhecimento prévio do local com certeza nos ajudou a obter melhores resultados. Foi também um dos últimos momentos de uso da Nikon L330, que parou de funcionar subitamente quatro dias depois. Inclusive foi a este ensaio que recorri para encontrar uma imagem para ilustrar a campanha Venha Ser Nossa Cliente VIP, destinada a arrecadar recursos para minha nova câmera Canon (a campanha, exclusiva para residentes em Macapá e Santana-AP, está com inscrições abertas até o dia 31). 

Creio ter sido meu primeiro ensaio onde a modelo efetuou três trocas de roupa, o que resultou no uso de quatro figurinos no total.

Imagem que ilustra a campanha



Foi da modelo a ideia
de fazer a foto "através" da água =)











Parte destas imagens já se encontra à venda no banco de imagens Shutterstock (acesse aqui meu portfólio)








21/07/2018

Belezas Culturais: Estação Criança do Macapá Verão


No domingo, 15 de julho, acompanhei parte da programação do Estação Criança, que integra o Macapá Verão, uma grande ação cultural desenvolvida pela prefeitura da capital do Amapá durante todo este mês de férias. O evento foi realizado na Praça Floriano Peixoto, no centro da cidade. As fotos foram feitas com celular. 

As duas primeiras fotos mostram momentos da apresentação da escritora Esmeraldina dos Santos, que contou e cantou as histórias de sua personagem Dona Florzinha, ao som de caixas de Marabaixo. 

Também foi ao som de caixas de Marabaixo tocadas por Laura do Marabaixo (em destaque na foto que encerra o post) que transcorreu o recital de poesias "Liras e Mocambos", em que Tiago Quingosta e Annie Carvalho declamaram poemas seus e também de outros autores amapaenses. Annie, além de recitar, rodou a saia ao som da caixa tocada por Laura, que interpretou diversos ladrões de Marabaixo, entre eles o célebre "Aonde Tu Vai, Rapaz". 






18/07/2018

Venha ser nossa Cliente VIP (promoção válida para Macapá e Santana - AP)



Lanço hoje a campanha Venha ser nossa Cliente VIP, oferecendo uma condição especial de contratação do meu pacote Ensaio Completo para clientes das cidades amapaenses de Macapá e Santana, com o objetivo de levantar fundos para a aquisição de meu novo equipamento fotográfico.

Necessito adquirir uma nova câmera porque aquela que eu vinha utilizando há dois anos, uma Nikon L330, passou a apresentar sério problema de foco há pouco mais de um mês. Minha opção é voltar a trabalhar com Canon, já que a Nikon deixou de atuar no mercado brasileiro. Vou adquirir uma Canon DSLR EOS Rebel T6 com lente 18-55mm (quem tiver interesse pode ver a página de oferta no site das Casas Bahia e aqui as especificações do modelo no site da Canon). 

Mas enfim, como você pode se tornar uma Cliente VIP e me ajudar a alcançar este objetivo? E, principalmente, o que você ganha com isto? Explico a seguir:

1 - Até 31 de julho, clientes residentes nas cidades de Macapá e Santana, no Amapá, ao adquirir meu pacote de Ensaio Completo e efetuar o pagamento à vista, terão garantida a realização de não apenas um, mas sim de três ensaios. Repetindo: você paga por um ensaio e garante a realização de mais dois gratuitamente. Fica instituído o prazo de 6 meses (180 dias) para a realização de todos os ensaios a que cada cliente tiver direito ao fazer a referida aquisição. Os ensaios poderão ser realizados em Macapá ou em Santana, de comum acordo entre cliente e fotógrafo.

2 - No pacote Ensaio Completo você recebe todas as fotos do seu ensaio, editadas, entregues em mídia digital (CD, DVD ou pen-drive), mais 10 fotos impressas no tamanho 15 x 21 cm, além de um brinde exclusivo. Tudo isto por apenas R$ 500,00. Lembrando que para que você garanta sua participação na campanha Venha ser nossa Cliente VIP e usufrua de todos os benefícios mencionados, é necessário que o pagamento do ensaio seja feito em parcela única até o dia 31 de julho. 

3 - E por fim, mas não menos importante: esta oferta é limitada a três vagas. Tão logo consigamos atingir a meta de três Clientes VIPs nas condições descritas acima, a campanha será encerrada e farei a encomenda da Canon T6 junto às Casas Bahia. Os ensaios começarão a ser agendados tão logo o equipamento me chegue às mãos (o prazo informado pelo site é de até cinco dias úteis, ou seja, ainda na primeira quinzena de agosto). Então se você mora em Macapá ou Santana e tem interesse, entre em contato comigo o quanto antes, não espere o dia 31 porque a campanha poderá já ter sido encerrada! 


Foto da arte: modelo Suzan Arraes fotografada 
no Mangal das Garças (Belém, PA) - 16.6.18

17/07/2018

A Semana nº 57



N'A Semana nº 55, contei aqui que meu curta Visitando os Tukano-Dessana fôra selecionado para um festival russo, o International Ecological Film Festival TO SAVE AND PRESERVE, da cidade de Khanty-Mansiysk, no começo de junho, junto com outros seis curtas brasileiros.

Agora na quarta, 11, recebi nova mensagem dos organizadores do evento, explicando que meu curta foi visto pelos jurados na fase de pré-seleção - o que os levou a me conceder o diploma que ilustra a postagem - porém não chegou a ser exibido nos dias do festival (4 a 8 de junho).   

De todo modo, penso que não deixa de ser uma distinção importante, afinal meu filme foi considerado digno de integrar a pré-seleção de um evento do outro lado do mundo.


11/07/2018

A Semana nº 56


  • Em 14 de junho, enviei e-mail à Galeria Trapiche (São Luís), abrindo mão das datas a que teria direito para expor no local devido à minha classificação em edital de 2017. O principal motivo é que me caberia arcar com toda a produção da mostra; não estou me queixando disto pois o edital não previa mesmo recursos para os selecionados. Como minha estada em Alagoas não gerou os resultados financeiros esperados, e considerando que eu já tinha em mente retornar ao Norte, considerei mais prudente cancelar a exposição.


  • Já na segunda, 9 de julho, recebi e-mail do A Rebel Minded Festival (Nova York, EUA), informando que a edição deste ano do evento, prevista para agosto, ficou para 2019. Nesse processo, o curta que inscrevi, Visitando os Tukano-Dessana, segue na disputa pela premiação, agora na condição de semi-finalista. Em português claro, isso quer dizer que haverá outra rodada de avaliação, na qual um júri irá decidir os filmes a serem exibidos no evento (que serão os finalistas). Destes sairão os premiados.

30/06/2018

Semana em Altamira

Encerrei ontem minha breve passagem por Altamira, no sudoeste paraense, aonde havia chegado no sábado, 23. 

A princípio, eu iria fazer pelo menos um ensaio com modelo e aproveitar para efetuar registros de paisagens locais. Como minha câmera estragou ainda antes de eu sair de Belém (na quinta, 21), só o segundo item chegou a ser realizado, ainda assim através do celular. Esta questão do equipamento (ou melhor, de sua ausência) pesou para que eu decidisse abreviar a viagem, que tinha previsto mais uma semana em Altamira e alguns dias em Santarém. Vou aproveitar essa semana e fazer um breve recesso. ;)

Segue uma seleção de fotos feitas durante a semana e publicadas no meu Instagram.




Uma publicação compartilhada por Fabio Gomes Foto & Cinema (@fabiogomes.fotocinema) em 



Uma publicação compartilhada por Fabio Gomes Foto & Cinema (@fabiogomes.fotocinema) em
Estas bóias marcam o limite até onde banhistas podem avançar rio adentro


Uma publicação compartilhada por Fabio Gomes Foto & Cinema (@fabiogomes.fotocinema) em

Uma publicação compartilhada por Fabio Gomes Foto & Cinema (@fabiogomes.fotocinema) em


21/06/2018

Semana em Belém

Amanhã chega ao final minha rápida passagem por Belém, iniciada na quarta, 13, ao final do encerramento de minha temporada de praticamente um ano em Maceió. Como falei no post anterior, foi por Belém que se deu minha entrada na Amazônia, há 8 anos. O que eu não disse na ocasião, até por só ter me dado conta disto alguns dias depois, é que Belém é a única cidade onde estive todos os anos desde 2010, nem que seja da forma atual - uma semana em rápida passagem. 

Nesses dias, aproveitei para fotografar lugares daqui pelos quais eu sempre passei, mas nunca tinha parado para registrar. Na quinta, 14, foi a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré, no bairro Nazaré, o primeiro onde morei aqui. Já ontem foi a vez do Museu Paraense Emílio Goeldi, que abriga uma rica variedade de fauna e flora da Amazônia, e que eu só tinha visitado uma vez, justamente em minha primeira viagem a Belém - em agosto de 2005 (!). Entre uma coisa e outra, também estive novamente no Mangal das Garças (cenário desta foto e de um ensaio no ano passado) para fazer meu segundo ensaio com a modelo Suzan Arraes, isto no sábado, 16. Parece pouco, mas são mais de 1.100 imagens (fora umas 300 com o celular). 

Abaixo, pela ordem, vemos uma foto da Basílica, outra do Museu e depois do Mangal, todas com a Nikon L330 e inéditas.







O post encerra com uma foto que fiz com celular no único evento cultural que cobri esta semana - o lançamento do clipe da canção "Tereza Navalha", da cantora Gláfira. O evento aconteceu na segunda, 18, no Cine Líbero Luxardo. A imagem é uma foto que fiz da própria tela do cinema, com dizeres inseridos através do aplicativo do Instagram para celular. A publicação no meu perfil aconteceu na terça, 19, quando o clipe foi publicado no YouTube.




As fotos feitas nesta semana com a Nikon L330 devem marcar sua despedida, já que ao final da visita ao Museu a câmera passou a apresentar sério problema de foco associado ao zoom. Pelo tempo de uso (2 anos e 1 mês) e por já ter sido adquirida usada, não valeria a pena tentar o conserto mesmo que a Nikon não houvesse abandonado o Brasil no ano passado. De Altamira, onde chego no sábado, pretendo iniciar pesquisa para adquirir um novo equipamento Canon com o qual possa atender minhas clientes e tocar projetos pessoais.


10/06/2018

Rumo ao Norte

É curioso como às vezes percebemos que nossa vida parece obedecer a alguns ciclos. 

Há 8 anos, nesta data (10.6.10), saí de Porto Alegre para morar em Belém. No ano anterior, tinha lançado o blog Som do Norte e logicamente não fazia mais sentido seguir morando no Sul. Foi o começo de sete incríveis anos onde morei entre Belém e Macapá, e onde meu trabalho foi aos poucos migrando do jornalismo cultural eminentemente musical para a retomada de minha carreira como fotógrafo e me permitindo começar a trabalhar com Cinema, uma antiga paixão minha. O ápice deste período é sem dúvida o projeto As Tias do Marabaixo, que desenvolvo desde 2014. 

Exatos oito anos depois (10.6.18), eis-me a voltar para o Norte, após passar praticamente um ano em Maceió. A primeira parada é, justa e novamente, Belém. Devo ficar uma semana na cidade, e de lá ir para Altamira (com previsão de ficar duas semanas) e mais alguns dias em Santarém, de onde parto então para Macapá.


Uma publicação compartilhada por Fabio Gomes Foto & Cinema (@fabiogomes.fotocinema) em

Última foto feita em Maceió, 
hoje pela manhã