9.10.16

Selfie careca

Em 17 de maio, fiz pela primeira vez algo que sentia vontade há algum tempo - raspei completamente a cabeça! Eis aqui a selfie que fiz no próprio dia registrando a façanha: 


De imediato, notei como diferença não sentir tanto calor na cabeça (o que é importante quando você está, como eu estava, em Belém!), e perceber de forma bem diferente o vento e mesmo a água no banho. E, claro, algumas pessoas demoraram a me reconhecer quando me viram na plateia do show da Lívia Mendes naquele mesmo dia, lançando seu EP divulgado com exclusividade pelo Som do Norte.

No médio prazo, só precisei voltar a me pentear sabem quando? Em julho, quando já estava em Maceió ( :o ). Contrariando o senso comum, o cabelo não cresceu "mais rápido e mais forte"; ao contrário, quase cinco meses depois, não precisei cortar novamente (antes, a média era a cada dois ou três meses). 

Uma coisa que me decepcionou um pouco foi que o período de cabeça completamente lisa dura muito pouco - em dois ou três dias, já começavam a despontar novamente os fiozinhos... Mesmo assim, o visual "estou careca" durou cerca de um mês e meio (em discussão a respeito disso no Facebook, opinei que enquanto não se pode puxar um fio nem necessita se pentear, a pessoa pode se considerar careca - risos). 

Ah, sim, pra quem ficou curios@ - a vontade de raspar a cabeça surgiu na época do lançamento do curta Você é África, Você é Linda, quando comecei a participar de vários grupos ligados a BC (Big Chopp, o corte rente para permitir que o cabelo alisado renasça com cachos) no Facebook. Pretendo deixar crescer para ver se volta meu cabelo crespo (até 2001, pelo menos, sempre que eu ficava uns 4 meses sem cortar ele ficava beem crespo).

Se voltaria a raspar novamente? SIM! E obrigado à universitária Sabrina Bentes, que ao perguntar sobre o tema ontem no Facebook me inspirou a postar esta foto hoje.

Nenhum comentário: