8.12.16

As fotos que não fizemos

Por mais fotos que fizermos, e por melhores que elas possam ser, ainda assim com certeza sempre haverá infinidades de fotos que nunca faremos.

Ou porque estávamos sem uma câmera bem naquele exato momento que vimos aquela cena linda.

Ou porque estávamos, mas o lugar (aparentemente) não era seguro.

Ou porque até prepararmos o equipamento para o disparo, a oportunidade já passou.

Ou porque a cena aconteceu no exato momento em que a câmera bloqueia o uso, após um disparo com flash (por quê? por quê?).

Assim como há as que fazemos mas precisamos descartar porque um pedestre/ ciclista/ automóvel subrepticiamente se imiscui no quadro tão belamente imaginado. 

Basta uma nuvem para tapar o sol ou esconder a lua ou criar sombras onde podia e não podia. 

Sejam os motivos que forem, que nos impeçam por vezes de fazer A foto tão sonhada, eles só reforçam a beleza das fotos que realmente façamos. 

Fotografar, afinal, não é algo tão simples quanto aqueles que não querem pagar pelo nosso trabalho tentam dar a entender. 

E afora todas essas circunstâncias, às vezes não fotografar também é uma escolha. Que o diga Sean O'Connell, fotógrafo vivido por Sean Penn no filme A Vida Secreta de Walter Mitty (dir: Ben Stiller, EUA, 2013), que revelou a seu amigo, o próprio Mitty (Ben Stiller) que, muitas vezes, opta por não registrar momentos maravilhosos que vê captados em sua lente: As coisas belas não pedem por atenção. Às vezes viver é melhor que fotografar. 

E sempre teremos nossa memória para reter aquele momento especialmente lindo/ significativo que por N dos motivos acima não se tornou uma foto. 





P.S.: Não pense que o post de hoje está sem foto. Na verdade, ele está ilustrado com a melhor foto que eu não fiz na vida - Antoine de Saint-Exupéry já tinha avisado que o essencial é invisível para os olhos! 
;D

Nenhum comentário: