Filmes

Fabio Gomes estreou no cinema como figurante no curta O Guarda-Linhas, de Liloye Boubli (DF, 1993). Também participou, com um depoimento, do documentário Trilhas de Gaitas (Fernando Basso, RS, 2007). 

Em 2014, gravou entrevistas com As Tias do Marabaixo, material que deu origem ao projeto de mesmo nome que pode ser conhecido no blog do projeto. Parte deste material foi utilizado em cinco curtas lançados em 2015 e ainda irá gerar um documentário de longa-metragem, sem data para finalização.

Posteriormente, Fabio Gomes realizou: Você é África, Você é Linda (2015), rodado durante Oficina de Cinema Independente que ministrou em Jequié (BA); Vê se Vê (2017), nanometragem onde vemos a Poeta Amadio declamando o poema-título do filme; e Visitando os Tukano-Dessana (2017), filmado durante visita a uma aldeia indígena do Amazonas em 2015. Selecionado para o Cine Tamoio (São Gonçalo, RJ, 2017) e vários festivais internacionais ao longo de 2018, o filme está sendo mantido inédito na internet devido a exigências do regulamento de alguns festivais onde está inscrito.

Entre os inúmeros vídeos que já produziu, Fabio Gomes destaca como especial aquele que intitulou Play (2017), resultado de um ensaio fotográfico realizado em Belém (PA) com os modelos Suzan Arraes e Murillo Tesfaye, onde a estética preto-e-branco remete ao começo do século 20, sensação reforçada pelo uso de um ragtime na trilha sonora.

Assista na sequência aos sete primeiros filmes de Fabio Gomes e ao vídeo Play.





















Nenhum comentário: